Realidade ofuscada

A chuva bate na janela em diagonal, fazendo com que eu pense em como a vida é mais bonita através de um vidro molhado, onde tudo é mais embaçado.Nós, os humanos, parecemos gostar de ver as coisas diferentes de como elas são, deve ser mais fácil e confortável, um 'ponto seguro' da vida real.
Chega uma hora em que a chuva passa, e o sol chega secando as gotas da janela, clareando o que estava obscuro na sanidade saudável do indivíduo, fazendo com que ele olhe a paisagem, e se assuste:"O QUE?".Tarde de mais, os dias chuvosos deixaram sua mente escura e cheia de nuvens, numa confusão de preto e branco.Uma dor de cabeça lhe invade e as cores tomam conta, clareando o que ele lutava em deixar escondido em um lugar inabitável de seu peito.
Ele olha pela janela e espera que os dias voltem a ser nublados e chuvosos.

6 comentários:

Dan Potter disse...

adoro chuva... contanto que eu esteja seguro em casa... uehehe

André Walker disse...

A realidade é livre por toda a viagem vaga das ambições humanas...

Bruna Landim disse...

Esse foi o melhor texto que eu já li seu, mais lírico, mais maduro, muito bonito mesmo. Confesso que fiquei um pouco emocionada. O conteúdo de realidade é algo complexo, mas o seu modo de ver foi muito simples e poético. Muito bacana. Bjo.

Garotinha Ruiva disse...

Muito bonito mesmo ^.~

Anônimo disse...

Foi lindo. Agora também é poeta?
Boa escolha!!!!!!!!!

Bjks Bru!!!!!!!

Anônimo disse...

Olha, ler o que li realmente me agrada...
Agora, qual é a realidade de fato?
Cores e sons, tons desbotados e silêncio, ou qualquer outra possibilidade?
Com o que é que vc lida?
Com o que vc escolhe lidar?
Pense nisso...

André.

Postar um comentário